• Gabriel Mendonça

A Preparação: Parte I

COMO PESQUISAR?

É necessário fazer uma ampla pesquisa sobre as universidades. Só nos EUA, há milhares de todos os tamanhos, em todos os lugares, com diferentes áreas de especialização. Você quer uma cidade grande, urbana, ou pequena e menos movimentada? Fazer uma lista de suas preferências é importante para afunilar a pesquisa, mas é importante também estar aberto à opções novas.

Saiba se o seu curso no qual você tem interesse é oferecido na instituição. Como é o departamento de economia? Eles fazem pesquisa na área de engenharia? A faculdade é uma referência em cursos de relações internacionais? Tudo isso é importante. Mande e-mails, faça perguntas, tire suas dúvidas e procure saber sempre mais. Estas universidades têm pessoas, os Admissions Officers, que trabalham só para isso. E, além disso, é muito bom mostrar interesse desde cedo.

QUERO SABER MAIS

O que é uma “polytechnic institute”? O foco central são cursos tecnológicos e científicos. E o que quer dizer quando uma universidade se define como “liberal arts”? O objetivo é você descobrir o que quer cursar, fazendo um pouco de todas as áreas.

Se puder, vá à College Fairs, que são oferecidas ao redor do país. Faça conexões com os representantes daquelas universidades que viajam o mundo para promover as instituições. Entre em contato com a embaixada ou consulado americano da sua cidade, eles podem ter informações especiais. Se tiver a oportunidade de viajar, visite o campus e faça um tour daquela faculdade.

Empresas de assistência, como a Into The Future, existem para te guiar nessa busca. Não hesite em procurar pelas pessoas que fazem isso todos os anos, a ajuda pode fazer toda a diferença.

OS TESTES

Os standardized tests geralmente exigidos são o SAT e/ou ACT e, em alguns casos, o TOEFL. Este último testa sua proficiência em inglês. É importante entrar nos portais das instituições para saber quais provas são exigidas e quais são opcionais, para acima de tudo começar a estudar o quanto antes.

A APPLICATION

Aprender a usar o Common Application (portal terceirizado de inscrições mais comum nos EUA) desde cedo é importante. É bem básico, e a maior parte das universidades permitem (e preferem) applications por meio dele. Lá, todas as informações sobre você, como applicant, estará compilada. Ele facilita a vida dos inscritos (ufa!) e das instituições. Há também o Coalition Application, Universal Application e, claro, as applications feitas exclusivamente pelas universidades.

BOLSAS E AJUDA FINANCEIRA

Há opções para todos. Não vou mentir, algumas universidades não dão ajuda financeira (financial aid) para alunos estrangeiros, por priorizarem os alunos domésticos. Mas há exceções. A maior parte aloca um orçamento à bolsas de mérito para serem dadas aos estrangeiros, e também há bolsas para as quais você pode concorrer, é só ver se se encaixa no perfil de aluno que aquela bolsa pede. Novamente, o mais importante é sempre ser pró-ativo e procurar saber, com representantes ou no site da universidade mesmo, para planejar-se com antecedência.

Posts recentes

Ver tudo

Summer Job 101

Uma das melhores oportunidades que faculdades dos Estados Unidos podem oferecer aos estudantes são as longas “férias de verão” que vão de maio até agosto. Descansar, visitar a família, rever amigos, t