• Gabriel Mendonça

Estudar no exterior: lidando com clubes, laboratórios, seminários extras e disciplinas eletivas

Depois de olhar para o meu primeiro semestre na universidade, percebi três coisas: foi inexplicavelmente rápido, passou de forma estranha e, por último, ainda há muitas coisas que eu deveria mudar para tornar a minha situação de vida na universidade mais…real. Estudar no exterior exige flexibilidade e capacidade de lidar com as mudanças. Com isso, como estou em uma universidade relativamente pequena, morando em um campus pequeno, muitas vezes sinto que estou em algum tipo de curso de faculdade de verão, em vez de realmente sentir que estou na universidade; e isso é algo que eu realmente quero e preciso mudar. Esse sentimento não me impediu de estudar ou fazer o melhor que pude academicamente.

No último semestre, tudo parecia ser apenas temporário, como se eu não fosse ver os amigos que fiz depois do inverno, ou como se qualquer uma das notas que eu recebi realmente não fosse contar para a minha carreira. No final do dia, todos esses sentimentos e noções se resumiam ao fato de eu não ter uma rotina no último semestre, e ainda não tenho. Para mim, esse tem sido o aspecto mais difícil da universidade para desvendar: como manter uma rotina quando você decide estudar no exterior?

O problema de manter uma rotina, pelo menos na minha universidade, é que o horário difere todos os dias, há dias em que eu tenho aulas das 9 às 20h50 com pequenos intervalos (que não são longos o suficiente para eu ir ao ginásio ou fazer algumas comprinhas) e em alguns dias eu só tenho uma aula e acho que vou ter o resto do dia livre, para fazer o que eu preciso ou quero fazer; mas na maioria desses dias, acabo tendo tantos projetos externos ou estudos para fazer que acabo não tendo tempo para mais nada.

Estudar no exterior: Veja como estou reinventando a minha rotina 

Neste semestre, me inscrevi para aulas de laboratório (“lab”). É um tipo de estágio “simulado” em que trabalhamos em projetos para empresas, mas, em vez de ir até eles, eles nos procuram e, portanto, trabalhamos dentro da universidade. Eu percebi que era uma ótima maneira de ganhar experiência no meu primeiro ano e fazer novas conexões para os anos seguintes. Juntamente com o laboratório, os alunos que se especializaram em comunicação e mídia digital também tiveram duas aulas adicionais incluídas em nossos horários, portanto, este semestre é de fato mais pesado do que os meus primeiros meses aqui; e a única maneira de lidar com as mudanças é criar uma rotina adequada.

Pensando de forma realista, estudar no exterior e acordar ao mesmo tempo todos os dias é o que define minha rotina. Por exemplo, em vez de acordar tarde quando as minhas aulas começam mais tarde, comecei a programar o meu alarme às 7h50 da manhã durante a semana, assim o meu dia começa à mesma hora todos os dias e eu posso organizar tudo que eu preciso fazer antes das minhas aulas começarem. Ao fazer o que preciso antes da aula, tenho mais tempo para o que quero fazer depois da aula, se não for muito tarde da noite.

Meu conselho para você é: quando alguém lhe disser como a gestão de tempo é importante, não a ignore! O tempo passa rápido, mais da metade do meu primeiro ano na universidade já acabou e, a partir disso, posso dizer que ter suas coisas organizadas certamente ajudará você a não se sentir cansado o tempo todo (como é o caso de muitos alunos) e portanto, faça valer cada pequeno momento de uma nova experiência como estudar no exterior.



E você, também quer realizar o sonho de estudar no exterior? Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato o quanto antes!

<div class="grecaptcha-noscript"> <iframe src="https://www.google.com/recaptcha/api/fallback?k=6Lf2dpsUAAAAACEfdmyB7nYTeaqt9ZNZ_bZMwSdl" frameborder="0" scrolling="no" width="310" height="430"> </iframe> <textarea name="g-recaptcha-response" rows="3" cols="40" placeholder="reCaptcha Response Here"> </textarea> </div>


#estudarfora #fazerfaculdadenoexterior #estudarnoexterior #estudarnaEspanha #estudarnaeuropa #brasileirosnoexterior

0 visualização