Buscar
  • João Vitor Silva

Mitos sobre estudar no exterior

Estudar no exterior é uma experiência transformadora que muitos alunos têm o sonho de alcançar. Conhecer um novo país, sua cultura e seus habitantes são alguns dos motivos que levam as pessoas para essa aventura. E como na maioria das aventuras, também existem muitos mitos a respeito dela. Neste post, compartilharei três mal-entendidos que as pessoas costumam ter sobre estudar fora. No final, espero que você seja capaz de enxergar essa experiência incrível com um outro olhar.


Em primeiro lugar, muitos acreditam que é impossível para alunos de famílias de baixa renda estudar no exterior. Isso não é verdade. Devo confessar que também acreditava nisso. Venho de uma família bem humilde - meu pai é motorista de caminhão e minha mãe empregada doméstica; eles nunca seriam capazes de pagar pelos custos de estudar fora. No entanto descobri que a maioria das universidades no exterior oferecem bolsas de estudo. Alguns oferecem pacotes completos, com bolsas que cobrem tudo, desde mensalidades, hospedagem, alimentação até passagens aéreas. Portanto, se você quer estudar no exterior e as pessoas lhe dizem que isso é impossível devido à sua condição financeira, lembre-se: não é impossível.


Em segundo lugar, alguns alunos argumentam que, para estudar no exterior, seu inglês precisa ser perfeito. Isso também não é verdade. Quando fui para a faculdade nos EUA em 2017, meu inglês estava longe de ser perfeito. E está tudo bem. Não me interprete mal, é fundamental ter um nível básico que permita você passar pelo processo de candidatura. No entanto, o inglês de verdade você aprenderá enquanto vivencia a vida no campus. Ainda me lembro do tempo que passei na lanchonete durante o primeiro ano, em vez de pedir o nome dos pratos, eu perguntava em inglês: "Pode me dar um pouco disso daí?" Por quê? Porque eu não sabia os nomes dos pratos. E mais uma vez, tudo bem. A maioria das pessoas será paciente e o ajudará. Aprender tudo isso é a parte bonita do processo. No seu último ano, você olhará para trás e se orgulhará do quanto cresceu.


Em terceiro lugar, não é verdade que estudar no exterior seja felicidade e tranquilidade o tempo inteiro. Como disse no início, a experiência é como uma aventura. Haverá grandes momentos de alegria. Momentos com amigos que você nunca esquecerá. Porém, você também enfrentará também momentos de dificuldade. Você vai perder os momentos simples e importantes que você costumava ter com sua família e amigos. No meu caso, por exemplo, sempre tive saudades das tardes em que tomava café quente com minha mãe. Além disso, as avaliações intermediárias e finais (período de provas) são super estressantes. A boa notícia é que as faculdades no exterior te disponibilizam muito apoio durante todo o semestre. Então aproveite esses serviços e use o seu grupo de apoio como fonte de motivação para continuar.


Por fim, espero que este post tenha te ajudado a entender três dos muitos mitos que existem sobre estudar no exterior. Se você vem de uma família de baixa renda, não deixe ninguém lhe dizer que sua situação financeira é insuperável. Entenda que seu inglês não precisa ser perfeito para estudar no exterior e, por último, mas não menos importante, saiba que estudar no exterior não é composto apenas por momentos bons - você enfrentará momentos difíceis, mas mesmo esses mesmos momentos te ajudarão a crescer.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo