• Gabriel Mendonça

Networking e Obtenção de Empregos

Neste verão, estou fazendo estágio no Barclays, o banco de varejo clássico de todos os ingleses e um dos maiores da Europa. Estou na equipe da Wealth Technology no Glasgow Campus, na Escócia.

Todo o processo começou como um programa de insight, onde o banco me enviou a Glasgow para passar uma semana aprendendo sobre o negócio e, mais especificamente, sobre a divisão de tecnologia, tudo no conforto de um bom hotel. Eu fiz uma entrevista no final do programa com a esperança de que isso levaria a uma oferta de emprego para o próximo ano. Voltei para Londres e logo após o último exame do primeiro ano de faculdade recebi um telefonema; era o RH dizendo que eu estava na lista de espera. No começo, fiquei um pouco chateado com isso, mas eu finalmente terminei meus exames e estava indo para o Brasil, prestes a fazer dois estágios diferentes no meu primeiro ano, então decidi me concentrar nos projetos à minha frente. Eu percebi que eu provavelmente iria conseguir algo para o próximo ano também.

O primeiro semestre do segundo ano chegou, e eu me envolvi em muitas atividades extracurriculares, além de ter que passar mais tempo estudando para a universidade; as coisas não eram mais tão fáceis, já não era o primeiro ano. Levou mais tempo do que eu esperava receber respostas para os “applications” de emprego que eu havia completado, e quando eles finalmente chegaram, eu estava recebendo recusas e mais recusas. Desta vez eu não estaria no Reino Unido para o segundo semestre, estaria na Ásia para efetuar um semestre da universidade lá, portanto, receber uma oferta se tornaria ainda mais difícil devido à minha ausência.

Um dia, quando estou a caminho de uma aula que eu desprezava (embora adorasse o assunto), uma “network fair” estava acontecendo na minha universidade. Uma situação engraçada surgiu quando vi um profissional do Barclays na feira e lembrei de ter tido uma conversa muito interessante com alguém de lá antes, tratava-se de uma profissional da área de Recursos Humanos do Barclays RH que tinha conhecido em Glasgow. Depois de falar com ela mais uma vez, dessa vez cara-a-cara, disse a ela que mandaria um e-mail para ela no dia seguinte, agradecendo e lembrando de dar uma olhada na lista de espera novamente.

Eu nunca enviei o e-mail porque antes que eu pudesse fazê-lo, recebi um telefonema com a oferta de emprego, que aceitei de bom grado. Se eu não fizesse tivesse ido a “network fair” ou simplesmente fosse para a aula com a cabeça baixa, provavelmente não teria a oportunidade que estou tendo agora. Sim, muito disso foi estar no lugar certo na hora certa, mas desde que comecei o processo de inscrição há mais de um ano, eu vinha trabalhando muito para estar no lugar certo na hora certa.

Com isso, todas as oportunidades oriundas de “networking” são importantes, pois você nunca sabe a que isso pode levar. Ao procurar um emprego e decidir o seu futuro, a melhor coisa a fazer é não deixar nada por fazer e conhecer todo mundo que puder. Se eles não puderem oferecer um emprego, provavelmente são pessoas muito interessantes, e é uma ótima oportunidade para aprender algo com eles. É por isso que eu recomendo que você verifique a Virtual Summer Job Fair 2019, que lhe permite conhecer pessoas de empresas muito diferentes, e a feira é totalmente gratuita para os alunos. Este ano, o evento acontecerá nos dias 18 e 19 de outubro.



E você, também quer realizar o sonho de estudar no exterior? Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato o quanto antes!

<div class="grecaptcha-noscript"> <iframe src="https://www.google.com/recaptcha/api/fallback?k=6Lf2dpsUAAAAACEfdmyB7nYTeaqt9ZNZ_bZMwSdl" frameborder="0" scrolling="no" width="310" height="430"> </iframe> <textarea name="g-recaptcha-response" rows="3" cols="40" placeholder="reCaptcha Response Here"> </textarea> </div>


#estudarfora #estudarnoexterior #networking #estágioprofissional #summerjob #virtualsummerjobfair

Posts recentes

Ver tudo

Summer Job 101

Uma das melhores oportunidades que faculdades dos Estados Unidos podem oferecer aos estudantes são as longas “férias de verão” que vão de maio até agosto. Descansar, visitar a família, rever amigos, t