• Alexia Ferreira

Preparação para a Facul: Como é realmente um dos anos mais importantes do High School Americano?

Atualizado: Nov 13

Quando eu comecei o meu Junior Year do High School (equivalente ao segundo ano do Ensino Médio brasileiro) tinha a impressão que ele não era tão importante assim. Achava que o ano para eu focar minhas energias era o Senior Year (último ano). No entanto, quando uma quantidade enorme de trabalho, palestras sobre SATs (ENEM americano) e simulados caem sobre sua cabeça de uma vez, é muito fácil ficar intimidado. Isso tudo me fez perceber que cada ação que eu fizesse naquele ano ia ter um impacto no meu futuro. Por mais insignificante parecesse, quanto mais eu me dedicasse agora, melhor seria o meu Senior Year.

A primeira coisa que me impactou foi a mudança de perspectiva em relação às minhas notas. Eu nunca fui aluna de ir mal nas provas. Sempre revisei pelo menos um pouco. Agora, trato todas as provas como essenciais e todos os simulados como se fossem o próprio SAT. Para alguns, isso pode parecer inútil. Mas eu garanto que manter suas médias altas o ano todo vai fazer toda a diferença. Isso não apenas te incentiva a estudar diariamente, mas também garante que você esteja construindo um bom relacionamento com seus professores durante o ano. Isso pode te ajudar muito se você escorregar em alguma parte do processo e precisar de ajuda para se levantar.

O SATs e outros “vestibulares” americanos geralmente ocorrem no Junior Year. É assustador. Estou lutando contra o SAT há cerca de dois meses e posso dizer honestamente que é a batalha acadêmica mais exaustiva que já lutei. O teste foi projetado para enganar e intimidar você; eu nunca tive que fazer uma prova que foi projetada para te fazer falhar. No entanto, sou muito grata por ter começado a fazer o trabalho agora e não mais tarde. A chave para esses “vestibulares” é a prática – quanto mais tempo você tiver, melhor.

As atividades extracurriculares também são importantes, mas espero que isso seja algo com o qual você já esteja familiarizado. O ponto mais importante é fazer atividades que você realmente goste e não fazer só para colocar no currículo. As universidades são muito boas em perceber se você fez um extracurricular de verdade ou só “fingiu” para melhorar a aplicação. Consistência e dedicação são muito importantes para fazer com que elas valham a pena. No Junior Year, é muito importante mantê-las como parte da sua rotina. Além de melhorarem a sua aplicação, também são uma ótima forma de tirar da cabeça o cansativo processo de aplicações.

A triste realidade do ano Junior Year é que é um dos anos mais difíceis da sua carreira escolar. Fazer malabarismos extracurriculares, manter boas notas e saúde mental é uma luta para a qual nem eu tenho as respostas. Mesmo que pareça a coisa mais assustadora do mundo, estou confortável em saber que só posso me arrepender do trabalho que não fiz. Se você trabalhar duro agora, poupará muitas dificuldades no seu último ano.


#estudarnosEUA #HighSchool #SAT

4 visualizações