• Carolina do Nascimento

Vivendo uma pandemia global como um estudante internacional

Atualizado: Nov 13

Este não foi um período fácil para viver sozinho, longe de sua família, em um país estrangeiro. A Covid-19 trouxe o melhor e o pior de todos nós. Todos estamos experimentando algum nível de estresse, ansiedade, tristeza, medo, altos e baixos, culpa, gratidão, mudanças de humor etc. Eu sou uma das sortudas – tenho comida, um lugar para dormir, roupas quentes e o suficiente para me passar por esse momento difícil. É difícil me lembrar de como tenho sorte em passar por uma pandemia com tanta coisa, enquanto outros não as têm.

Minha própria instituição, a Northeastern University, como muitas outras universidades americanas, tomou medidas muito cedo. Como a maioria das escolas de Boston, em meados de março, a Northeastern mudou as aulas para o formato on-line e, dias depois, pediu que os estudantes em residências universitárias saíssem em 48 horas. Era enlouquecedor ver tantos colegas preocupados correndo para conseguir vôos de volta para casa, para algum outro país no exterior, ou mesmo mudar para outro lugar da cidade. Como estou trabalhando em um estágio curricular neste semestre e morando fora do campus, felizmente permitiram que eu ficasse por aqui – mas a dinâmica do meu dia-a-dia também mudou.

Meu campus está tão vazio que parece uma cidade fantasma, Boston está assustadoramente quieta. Minha agenda cheia de trabalho, viagens, exercícios, reuniões de clube e eventos do campus não é apenas uma lembrança ou uma esperança de um futuro próximo. Às vezes são uma espiral de ansiedade.

Tive que cancelar viagens, o Spring Break nem existiu para mim. Eu entendo que é para o bem maior. Mas a mudança abrupta para uma “nova normalidade” tem sido a parte difícil para mim e para muitos outros estudantes internacionais em Boston e em todo o país. Estamos lutando contra um inimigo invisível, mas principalmente, nossa batalha é contra a incerteza que esse inimigo coloca diante de nós. O que me traz um senso de propósito é que acredito que faço parte do maior esforço comunitário para fazer as melhores escolhas e retardar a propagação do vírus, recuperando nossas vidas em breve.


#coronavírus #covid19 #estudarfora #estudarnosEUA

2 visualizações